Ausência

E os dias continuam passando cada vez mais rápidos,
e tudo aquilo que sonhei pra mim se perdeu no meio do caminho...

...ah, como dói meu peito olhar pra trás, e ver quanto tempo já passou e eu ainda estou aqui, no início de tudo...

...ah, como dói olhar as trilhas de meus passos e ver que tenho andado em círculos...

...como dói em meu peito esse vazio que eu me tornei, e esse sentimento de não saber para onde devo ir...

Lágrimas

Se durante essas madrugadas frias
essas lágrimas rolam em minha face a cada pensamento teu,
é porque o que existiu entre nós, para mim foi real...
...e a saudade de ver teus sorrisos e poder sentir teus doces beijos
me arrasa e fere o meu coração...

Se para mim foi real, foi porque você me deixou acreditar,
e com o passar dos dias foi me conquistando e me convencendo a me entregar...
...e agora é tarde demais para não pedir para eu me apaixonar...

No lugar do teu amor, as sombras da tua ausência invadem o meu peito nessa madrugada fria...

...without you

Acordei com uma vontade imensa de sentir o calor daquele corpo moreno junto ao meu,
peguei o telefone, disquei o número dela, e por um instante me esqueci da ausência e da falta que ela me faz...
...mas antes do primeiro tom de chamada, ainda meio confuso por te acabado de acordar de um doce sonho com ela, lembrei de quando ela disse adeus, que tinha perdido o encanto e não dava mais...

...ah como quero arrancar de minha cabeça esses pensamentos e lembranças dos seus beijos doces, de seu toque quente que a saudade insiste em me fazer lembrar, sangrando o meu coração...

Sem ela...

O telefone toca, vou correndo atender, mas não é ela...
...eu pensei que seria fácil aceitar o fim,
disse adeus, rasguei as fotos e bilhetes e tudo que me lembrava dela...
...mas basta fechar os olhos para ver aquele rosto moreno com aquele sorriso gostoso,
e em meu peito o coração bate apertado e pego o telefone, vou gritar pra ela voltar - mas não posso, tenho que aceitar que acabou...