Doce Sonho...

Essa não foi a primeira vez que te vi chegar,
mas foi a primeira vez que ao ver-te,
em meu peito o coração acelerou...

Hoje também, não foi a primeira vez
que te vi partir sem dizer ao menos "oi",
mas foi a primeira vez que estou a sentir
falta de escutar o som de tua voz...

Pela primeira vez, em anos,
eu não me sinto assim,
é como se eu fosse uma criança que acaba
de se perceber apaixonada...
...em meus pensamentos imagino
você comigo a caminhar por ai,
a escutar um rock,
ver um filme trocando beijos com sabor de brigadeiros...

Mais um dia chuvoso

A chuva caiu durante a noite,
foi mais uma noite fria,
o relógio agora já anuncia
que já é outro dia,

mas ainda está tudo escuro,
o sol não apareceu...
É um dia triste que nasceu,
um dia cinzento e chuvoso...

Olho pela janela
e não vejo nada além de carros parados
e árvores caídas, e outros olhos nas janelas,
está tudo tão solitário...

O telefone não toca a mais de uma semana,
às vezes penso em ligar para ela,
teclo os números mas desligo
antes que alguém atenda,

talvez não seja ela,
talvez ela não se lembre de mim,
talvez eu não saberei o que dizer
e ficarei em silêncio enquanto ela pergunta 'quem é'...

A chuva cai lá fora,
e meu coração inundado
faz lágrimas brotarem de meus
tristes e fundos olhos...

Eu tive a estrela d'alva,
e sem perceber
fui deixando ela partir,
o inverno chegou

agora vejo o quanto
eu preciso dela,
e percebo o quanto
eu não fiz, e tudo que eu não disse...

Trovões silenciam os meus soluços
e os meus gritos de arrependimento,
eu deixei que ela partisse
sem ela nem saber o quanto a amo...

O vento derruba as árvores
sobre os carros nas ruas,
o vestígio do perfume dela
que ficou em minhas roupas

estraçalha o meu coração,
e os pensamentos meus
se perdem em fantasias
que nunca se realizam, e choro...

Se eu pudesse abraça-la,
e sentir o toque de seus rubros lábios,
acredito que ela me perdoaria,
mas ela está tão distante...

Mais uma vez

Ah como é bom sentir mais uma vez o meu coração batendo acerelado em meu peito...
Adormecer com um sorriso no rosto...

Ah, como é maravilhoso sentir o toque desses teus lábios doces
e sentir o calor de tua pele em minhas mãos
e adormecer sentindo o teu toque...

Constelações

Através dos flashes que cortavam
a espessa bruma fria,
eu podia ver corpos por todos os lados
tremendo freneticamente...

Caminhava solitário e triste
enquanto extasiados nem notavam
que pisavam em mim,
ninguém ouvia-me, era como se eu fosse um fantasma...

De repente, não mais que de repente,
eu vi num canto qualquer
a imagem de uma mulher,
a qual os olhos pareciam duas estrelas...

Fiquei encantado...
De repente eu não vi mais nada,
a escuridão reinou sobre todos,
eu apenas sentia a presença de corpos passando por mim...

Perdido meio à bruma e a escuridão
meus pensamentos confusos só pensavam
no brilho das duas estrelas
que os meus olhos buscavam...

Novamente, como raios que cortam os céus
nos dias mais tenebrosos,
flashes cortavam a escuridão
e faziam aqueles doces olhos brilharem...

Quando me aproximei,
e olhei de perto aqueles dois pontos brilhantes,
percebi que eles eram muito mais
que estrelas, e que eram constelações infinitas

com portais e mistérios,
armadilhas e prêmios...
Quando me aproximei, mesmo com as luzes acessas,
senti como se só houvesse ela e eu,

e segurei nas tremulas mãos dela,
e um tímido sorriso naqueles rubros lábios vi surgir...
Agora não consigo esquecer-me
desse ser que nem sei o nome, nem o tom de voz...

Anjo Negro

Tenho vivido vagando
como um triste fantasma
que vaga entre ermos túmulos...
Meu peito esta sangrando...

Estou tão só, me sinto
como uma cruz esquecida
meio a natureza morta...
´Stou só, num labirinto...

Ah! Estou triste pois sou
como tudo o que existe
e ninguém se importa...
...ninguém nunca me amou...

Qual anjo negro (a morte)
eu também tenho sido
por todos indesejado...
Nunca, nunca tenho sorte...

Ser teu... (Aliteração)

Se ser seu seria certo
peço, pois, para perto
deste doido devaneador
você, virgem virtuosa, vir...

Agora é tarde

Tudo que você esta sentindo agora,
todos os sonhos e esperanças,
todos os planos que você quer dividir comigo...
...é exatamente o que eu senti por você durante todos esses anos
em que declarei meu amor por você...

Escutar tua doce voz pronunciando todas essas palavras de amor foi o que eu mais quiz ouvir...

...mas a algum tempo todos os planos que você ignorou, todas as minhas palavras que você fingiu não ouvir ficaram perdidas em algum canto escuro e frio do meu passado e o que eu senti por você não passa agora de uma lembraça triste do quanto eu sofri correndo atrás de um amor não correspondido...

Verbos

Nascer, morrer,
ter, perder
amar, deixar...

Verbos comuns
em tantas biografias...
Mas em minha
triste história
os únicos verbos a se conjugar,
são o perder, sofrer, chorar
e um dia morrer...

Poesia sem rima, vida sem amor

Na minha boca ficou o sabor dos teus sorrisos
na minha cama ficou o perfume do teu suor,
nos meus pensamentos ficou a lembrança de tudo que foi bom
e em meu peito ficou as marcas das tuas mentiras...

Até quando...

Até quando ficarei sem ar e perderei a voz toda vez que falar com você?
Até quando irei adormecer pensando nos momentos que passamos juntos
e procurarei de olhos fechados em outros lábios o toque e o sabor que só você tem?

Como não desejar o tempo todo estar ao teu lado novamente?

Lost

Já me perguntei diversas vezes o sentido da vida
e que sentido tem os meus atos, e aonde chegarei com isso,
porém raras são as vezes que penso aonde quero chegar,
e quando penso eu não sei dizer...

Todos os meus dias ainda tem sido a mesma rotina,
e admito que por culpa minha mesmo,
eu não consigo enxergar tudo que conquistei - apesar de todos me mostrarem minhas conquistas...

Eu ainda não consegui me livrar daquele antigo sentimento de inferioridade,
de não ver a importância de tudo que eu fiz, da onde eu cheguei...

...e não tendo aprendido a me amar, me sentindo inferior, eu não me sinto merecedor de nada...