Mais um dia chuvoso

A chuva caiu durante a noite,
foi mais uma noite fria,
o relógio agora já anuncia
que já é outro dia,

mas ainda está tudo escuro,
o sol não apareceu...
É um dia triste que nasceu,
um dia cinzento e chuvoso...

Olho pela janela
e não vejo nada além de carros parados
e árvores caídas, e outros olhos nas janelas,
está tudo tão solitário...

O telefone não toca a mais de uma semana,
às vezes penso em ligar para ela,
teclo os números mas desligo
antes que alguém atenda,

talvez não seja ela,
talvez ela não se lembre de mim,
talvez eu não saberei o que dizer
e ficarei em silêncio enquanto ela pergunta 'quem é'...

A chuva cai lá fora,
e meu coração inundado
faz lágrimas brotarem de meus
tristes e fundos olhos...

Eu tive a estrela d'alva,
e sem perceber
fui deixando ela partir,
o inverno chegou

agora vejo o quanto
eu preciso dela,
e percebo o quanto
eu não fiz, e tudo que eu não disse...

Trovões silenciam os meus soluços
e os meus gritos de arrependimento,
eu deixei que ela partisse
sem ela nem saber o quanto a amo...

O vento derruba as árvores
sobre os carros nas ruas,
o vestígio do perfume dela
que ficou em minhas roupas

estraçalha o meu coração,
e os pensamentos meus
se perdem em fantasias
que nunca se realizam, e choro...

Se eu pudesse abraça-la,
e sentir o toque de seus rubros lábios,
acredito que ela me perdoaria,
mas ela está tão distante...