Distante

À menina que vi do outro lado da rua...
__________________________________________________________

Os rubros lábios dela sorrindo na distância, silenciosamente fiquei a admirar...
Distante, nem o voz dela consegui escutar,
mas a brisa trazia o leve e doce cheiro dela...
Ela era como aquela rosa no mais alto galho,
era aquela rosa que eu tanto quero colher e senti de mais perto o cheiro...

Hoje

Meus tantos sonhos que perderam-se em reticências, a vida que deixei para o amanha, amanha esse que nunca chega, os medos que inventei, as lágrimas que derramei, hoje são memórias frias e amargas que me corroem em remorso qual uma fera que devora sua presa...

Vovô morreu...

Telefone tocou
eu estava abrindo o portão de casa,
estava voltando da faculdade,
mamãe gritou meu nome...
no telefone uma voz trêmula falou entre lágrimas:
"...Vovô morreu, o coração não aguentou..."